Destaques Saúde

Vacinas contra a gripe esgotam em cidades da região

25 de março de 2020

PASSOS – Apesar da campanha de vacinação contra a gripe H1N1 ter iniciado há apenas dois dias, Bom Jesus da Penha, Capetinga, Ibiraci, Pratápolis e outros municípios da região já registram falta do medicamento. Nesta primeira fase, os idosos acima de 60 anos de idade e profissionais de saúde são o público-alvo, e segundo as prefeituras de pelo menos três municípios, a expectativa é de reposição até o fim desta semana. 
Autoridades de saúde ressaltam que a vacina contra a gripe não protege contra o novo coronavírus, mas, sim, contra tipos de influenza (como o H1N1, por exemplo).
Em território pratapolense, foram entregues 500 unidades da vacina, no entanto, na cidade, foram registrados 2 mil idosos que precisam da imunização. Assim sendo, conforme a prefeitura, espera-se que o estoque seja reposto até amanhã, quinta-feira, 25, momento em que os agentes de saúde poderão voltar às ruas, para vacinar idosos em suas casas.
No início desta semana, Capetinga recebeu 300 unidades da vacina contra a gripe, que foram utilizadas nos servidores da área da saúde e em parte dos munícipes categorizados na faixa etária da melhor idade.
Bom Jesus da Penha aguarda reposição entre quinta e sexta-feira. Enquanto isso, em Ibiraci, o Governo Federal disponibilizou 540 doses, as unidades foram utilizadas entre segunda-feira, 23, e terça-feira, 24. Por esta razão, por hora, a orientação da Secretaria de Saúde de Ibiraci é para que os idosos se dirijam à quadra (se possível de carro para receber a vacina sem ter que se aglomerarem) na próxima sexta-feira, 27, quando está prevista a chegada de outra remessa. 
Em Claraval, onde não há informações sobre o esgotamento da imunização, foram previstas, para o primeiro dia da campanha, a proteção de idosos e profissionais da saúde. Já no próximo mês, em 16 de abril, professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos doentes crônicos deverão ser vacinados. Por último, em 9 de abril, a expectativa é que crianças de seis meses a menores de seis anos, grávidas e puérperas devam ser contempladas.